Cunha diz que vai recorrer do relatório do Banco Central

BRASÍLIA — O presidente da Câmara dos Deputados afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciou que vai recorrer da decisão do Banco Central de cobrar multa dele e de sua mulher, Cláudia Cruz. O documento do BC afirma que o casal cometeu irregularidades ao manter contas não declaradas no exterior entre 2007 e 2014. A multa de Cunha terá valor de R$ 1 milhão. Para Cláudia, o valor será de R$ 132.486,55. O relatório do Banco Central será encaminhado à Procuradoria Geral da República e ao Conselho de Ética da Câmara.

(CONFIRA A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO DO BANCO CENTRAL)

Por meio de sua assessoria, Cunha informou que desconhece o relatório e irá recorrer.

“O autor da peça é pessoa da confiança da estrutura do ex-governo Dilma Rousseff, o ex-AGU José Eduardo Cardozo, e isso é uso politico”, afirmou.

ver mais notícias