CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / CPI do Carf: Líderes cobram de vice revelação de nomes sob suspeita de achaque

CPI do Carf: Líderes cobram de vice revelação de nomes sob suspeita de achaque

Da redação | 22/06/2016 13:30

BRASÍLIA- Líderes partidários da Câmara cobraram nesta quinta-feira que o vice-presidente da CPI do Carf, deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) revele os nomes do empresário – que teria sido vítima de achaque – e do deputado da comissão que teria tentado achacá-lo. Para eles, a denúncia publicada hoje pelo GLOBO é gravíssima e o interesse público deve vir em primeiro lugar.

— É uma denúncia gravíssima e tem que ser investigada pelos órgãos da República. É o que os brasileiros exigem. os nomes têm que ser revelados — afirmou o líder do PSDB, Antonio Imbassahy (BA).

— Ele disse que o empresário não quer se identificar, mas isso é de interesse público. Ninguém procura um deputado para fazer esse tipo de denúncia e fica no ar, sem prova material. Sabemos o histórico da Câmara em outras CPIs, é importante que tudo se esclareça — afirmou o líder do PSOL, Ivan Valente (SP), que também integra essa CPI.

Para Valente, assim como devem vir à tona os nomes dos envolvidos na denúncia, é preciso também que se apure as irregularidades do esquema de corrupção no Carf. Ele diz que o PSOL é favorável à aprovação dos requerimentos de convocação para que todos os que estejam sob suspeita de envolvimento, sejam ouvidos.

— Muitos alegam que não se deve aprovar convocações porque isso mexe com a economia, a bolsa de valores, mas exatamente 20 grandes empresas mexeram com 19 bilhões de reais, e é preciso apurar, chamar os presidente do Banco Safra, o Trabuco, do Bradesco, as grandes automobilísticas Gerdau, RBS. Queremos convocar todos — disse Valente, acrescentando:

— O empresário que se sentir achacado deve vir à CPI e denunciar. E deve depor e mostrar sua inocência.

Para o líder do PSDB, esse tipo de acontecimentos relativos à essa CPI que investiga denúncias tão graves são preocupantes e colocam sob suspeita o trabalho. Entre outros partidos, o PSDB deverá ser contra a prorrogação, por mais 60 dias, dessa comissão. O líder do PSOL, no entanto, é a favor da prorrogação como forma de apurar as denúncias.

— Para agora será desmoralizante tanto quanto a do Senado, onde ficou claro que houve uma mega blindagem. Mas a CPI tem que cuidar para que não haja nem achaque, nem blindagem. A melhor forma de fazer isso é aprovar os requerimentos e os que se sentirem achacados denunciarem.

O líder do DEM, Pauderney Avelino (AM), também reforça o coro dos que querem que Hildo Rocha revele os nomes:

— Os nomes precisam ser revelados sob pena de colocar todos da comissão sob suspeita.

Segundo Pauderney, já estavam circulando boatos na Câmara de que esse tipo de atitude estaria sendo praticada na CPI do Carf . Por isso a denúncia feita pelo vice-presidente da CPI deve ser apurada.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA