Comissão do impeachment ouve técnicos de Planejamento, Defesa e da Justiça do Trabalho

BRASÍLIA – A comissão especial do Senado que analisa o processo de impeachment vai ouvir nesta quarta-feira técnicos dos Ministérios do Planejamento e da Defesa e da Justiça do Trabalho. O presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), informou que os depoimento das testemunhas da presidente afastada, Dilma Rousseff, irão até a próxima quarta-feira, dia 29.

Serão ouvidos na sessão de hoje Robson Azevedo Rung – coordenador geral de Tecnologia e Informação da Secretaria de Orçamento Federal; Luiz Antonio de Souza Cordeiro, secretário de Organização Institucional do Ministério da Defesa; e Luciano Carlos de Almeida, representante da Justiça do Trabalho.

Na terça-feira, a comissão ouviu a ex-ministra Miriam Belchior. Ela sustentou que Dilma agiu com “responsabilidade” ao não realizar um contingenciamento como o defendido pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Defendeu ainda a legalidade dos decretos de crédito suplementar. O deputado Pepe Vargas (PT-RS) também depôs e destacou que os decretos não aumentaram os gastos do governo.

ver mais notícias