Chuvas deixam seis mortos e 8 mil desabrigados em Pernambuco e Alagoas


As fortes chuvas que atingiram parte do litoral nordestino no fim de semana resultaram em seis mortos, sete desaparecidos e oito mil famílias desabrigadas ou desalojadas nos Estados de Pernambuco e Alagoas.

O temporal atingiu as regiões da zona da mata e agreste de Pernambuco, norte de Alagoas e a região metropolitana de Maceió, causando alagamentos e deslizamentos de terra.

Cidades ficaram parcialmente submersas, rodovias foram interditadas, escolas estão sem funcionar e até hospitais foram atingidos por alagamentos.

Em Pernambuco, o governo do Estado decretou estado de calamidade em 15 municípios. Segundo a Defesa Civil, 5.000 famílias estão desabrigadas ou desalojadas.

Duas pessoas morreram soterradas na cidade Lagoa dos Gatos, agreste pernambucano, e outras duas estão desaparecidas em Caruaru. Em Rio Formoso (PE), as chuvas alagaram o hospital e maternidade da cidade, obrigando a retirada dos pacientes. O governo do Estado estuda a implantação de um hospital de campanha para suprir a demanda da cidade.

No Estado de Alagoas, quatro pessoas morreram após um deslizamento de terra em Maceió e 3.000 famílias estão desabrigadas ou desalojadas em 18 cidades.Cinco pessoas, sendo quatro delas da mesma família, estão desaparecidas após um deslizamento de terra na Grota da Cycosa, periferia da capital.
O governo federal ainda anunciou a liberação de um empréstimo de R$ 600 milhões para o Governo de Pernambuco investir em ações preventivas de médio e longo prazo, com a construção de barragens.

ver mais notícias