Chacota: Loja de roupas aproveita depoimento de Lula em marketing nas redes sociais e lembra das mentiras do depoimento

 

A rede de lojas Marisa aproveitou a polêmica recente envolvendo o ex-presidente Lula para apostar em uma estratégia nas redes sociais. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro na quarta-feira, como réu da Lava-Jato na ação penal do caso tríplex, Lula atribuiu à sua ex-mulher Marisa Letícia, morta em fevereiro deste ano, o interesse no apartamento no Guarujá. A marca aproveitou o gancho e lançou nessa quinta-feira, nas redes sociais, a campanha “Se sua mãe ficar sem presente, a culpa não é da Marisa”.

 

Um dia após o depoimento, tanto a imprensa quanto as redes sociais repercutiram o depoimento do ex-presidente, que afirmou nunca ter havido intenção de adquirir o triplex, porque ele era pequeno demais. “Eu não sei se o senhor percebeu que o apartamento foi comprado no nome da Dona Marisa”, disse Lula ao juiz Sérgio Moro. “Eu não sei se o senhor tem mulher, mas nem sempre elas contam pra gente o que elas vão fazer”, completou.

 

Por volta das 14h, a publicação da marca tinha mais de 5 mil curtidas e cerca de 2 mil compartilhamentos no Facebook. No Instagram, foram mais de 3 mil curtidas e 600 comentários. A campanha também oferece desconto de 20% aos clientes para quem usar o código “marisamaes” nas compras pela Internet.

 
Relembre o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz federal Sérgio Moro:

 
ver mais notícias