Bumlai é diagnosticado com câncer e deve pedir prisão domiciliar

SÃO PAULO — O pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está com câncer na bexiga. A informação foi confirmada pela defesa do empresário. Os familiares receberam a notícia na tarde desta sexta-feira logo após o pecuarista ser transferido do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, onde estava internado desde a última terça-feira, para a carceragem da Polícia Federal.

Os advogados do pecuarista, que está preso desde novembro do ano passado, já trabalham com a possibilidade a transformação da prisão preventiva de Bumlai em domiciliar de Bumlai para que ele possa receber tratamento correto. A defesa aguarda o laudo oficial e as orientações dos médicos para saber qual será a rotina do tratamento.

Bumlai é acusado de intermediar empréstimos fraudulentos para o PT junto ao Banco Schahin. Em troca, a Schahin ganhou contratos bilionários para a exploração de sondas na Petrobras.

Nesta sexta-feira, os advogados do pecuarista abriram mão do depoimento do ex-presidente Lula diante dos últimos acontecimentos. A avaliação é que a presença de Lula como testemunha, neste momento, mais atrapalha do que ajuda Bumlai.

O fato de a audiência ocorrer um dia depois das manifestações também contribuiu para a mudança da estratégia. Havia temor de que militantes petistas e antipetistas causassem tumulto do lado de fora, durante a audiência.

ver mais notícias