BMW prepara-se para linha própria de montagem em Manaus

RIO – A BMW encerrou sua parceria com a Dafra. A marca brasileira montava alguns modelos da alemã em sua fábrica de Manaus desde 2009, quando o acordo foi firmado. Saíam de lá os modelos G 650 GS, F800R, F800 GS, R 1200 GS, S1000 R, S1000 RR e S1000 XR.

A mudança de endereço tem razão de ser. É que a BMW diz ter “planos ambiciosos” para o mercado brasileiro, o que significa expansão das operações. Mas tudo isso tem a ver com a chegada da G 310R, no segundo semestre. Como é um modelo pequeno e, consequentemente, mais barato (até em função da produção nacional), deverá ter, também, volumes mais altos que os das médias e grandes da marca.

A família 310 vai crescer. A inédita naked irá competir com Yamaha MT-03 e Kawasaki Z300 e ainda dará origem a uma “ninhada”. Ou seja, uma esportiva, que brigará com R3 e Ninja 300, e até a uma trail, que enfrentará Honda XRE 300 e Yamaha Ténéré 250.

Todas terão o mesmo motor monocilíndrico refrigerado a água, de 313cm³, 34cv de potência e torque de 2,9kgfm. Como a MT-03 e a Z300 custam, ambas, em torno de R$ 18 mil a R$ 20 mil, espera-se que a G 310R tenha valor próximo disso.

A BMW, agora, espera o aval do Cade (órgão do Ministério da Justiça) para anunciar oficialmente sua própria linha de montagem manauara.

ver mais notícias