Após gravações polêmicas, Temer decide manter ministro da Transparência

BRASÍLIA – O presidente interino Michel Temer decidiu nesta segunda-feira manter no cargo o ministro da Transparência, Fabiano Silveira. Na avaliação do Palácio do Planalto, essa situação só mudará se houver fatos novos relacionados a eventual interferência de Silveira na Lava-Jato.

— Ele fica porque não faz juízo nenhum da operação, não fala mau da Lava- Jato, não faz criticas objetivas — afirmou um interlocutor presidencial.

Temer se reuniu hoje com alguns ministros e assessores mais próximos para avaliar o impacto das novas gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado na qual o ministro Silveira aparece dando orientações ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Silveira esteve com Temer ontem e minimizou as gravações. Ele disse a Temer que só havia essa gravação e que foi apenas uma avaliação do que ocorria naquele momento na Lava-Jato.

ver mais notícias