CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Após desembarque do PMDB, Mauro Lopes vai deixar Aviação Civil

Após desembarque do PMDB, Mauro Lopes vai deixar Aviação Civil

Da redação | 29/03/2016 16:50

BRASÍLIA – Em almoço da bancada de deputados do PMDB de Minas Gerais, nesta terça-feira em Brasília, o ministro da Aviação Civil, Mauro Lopes, afirmou aos seus correligionários que irá seguir a determinação do partido e entregar seu cargo no governo. Apesar de o Diretório Nacional do PMDB não ter definido prazo para que os ministros deixem seus postos, a expectativa é que o ministro comunique o Palácio do Planalto ainda hoje de sua demissão.

Lopes foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff em meados deste mês, logo depois que a Executiva do PMDB aprovou moção proibindo que peemedebistas assumissem novos cargos no governo até que o partido tivesse uma decisão definitiva sobre a permanência na base, contrariando a cúpula do partido. A aceitação de Mauro Lopes resultou em um processo disciplinar na Comissão de Ética do partido, que poderia terminar com sua expulsão, caso insistisse em desobedecer a ordem.

Outros ministros que já sinalizaram aos dirigentes do PMDB que irão deixar seus cargos são Helder Barbalho (Pesca) e Eduardo Braga (Minas e Energia). Em conversas com a cúpula do partido, os ministros afirmaram que não pretendem se desfiliar do PMDB, uma das opções para aqueles que desejarem permanecer em seus cargos. Além deles, Henrique Alves, que chefiava a pasta de Turismo, pediu demissão nesta terça-feira.

Por outro lado, segundo o colunista Ilimar Franco, a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, vai permanecer no governo. A ministra deve deixar o PMDB, em caso de ameaça concreta de expulsão do partido, que retirou o apoio ao governo por aclamação nesta terça-feira.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA