Aliados de Cunha querem acabar com processo no Conselho de Ética

BRASÍLIA – Parlamentares aliados do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), querem suspender o processo que tramita contra ele no Conselho de Ética. O grupo fiel a Cunha colhe assinaturas para apresentar requerimento nesse sentido. Eles argumentam que, se Cunha está afastado do mandato, não há razão para o processo contra ele continuar.

O ex-ministro da Aviação Civil Mauro Lopes (PMDB-MG) disse que não foi procurado, mas se for, assinará o requerimento.

— Não tem sentido mesmo. O presidente Eduardo Cunha está afastado do mandato, da presidência da Câmara e por quê tem que continuar a respondendo aqui no conselho. Não tem lógica — disse Mauro Lopes.

ver mais notícias