Advogado que atuou para Cunha comandará chefia jurídica da Casa Civil

BRASÍLIA — O presidente interino Michel Temer escolheu para a subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil Gustavo do Vale Rocha, que advogou para o presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha. Rocha também foi advogado do PMDB de 2006 até maio do ano passado, quando foi indicado para uma vaga no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A nomeação dele será publicada no Diário Oficial de terça-feira, junto com a dos outros dois subchefes da Casa Civil — Marcelo Guraranys (Assuntos Governamentais) e Natália Marcassa (Articulação e Monitoramento).

A Casa Civil minimiza a atuação do novo subchefe de Assuntos Jurídicos junto a Cunha. A informação é de que o advogado defendeu Cunha apenas de forma partidária, quando começaram a ser divulgados vazamentos no âmbito da Lava-Jato, mas nunca na esfera penal. A Casa Civil nega que tenha partido de Cunha a indicação para que Rocha assumisse a subchefia e lembra que o advogado também defendeu Temer na esfera partidária.

A subchefia de Assuntos Jurídicos é o posto mais importante da Casa Civil, após o posto do próprio ministro. É por lá que passam todos os atos e decretos da Presidência da República. Rocha sucederá na função Jorge Messias, que ficou conhecido como “Bessias”, por conta do vazamento de conversas da presidente afastada Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula em torno da assinatura prévia de um termo de posse.

ver mais notícias