Advogado de Dilma diz que não há preocupação com delação de Odebrecht

BRASÍLIA – O ex-ministro José Eduardo Cardozo, que defende a presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment, afirmou que não há preocupação com a delação premiada de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira Odebrecht. Para Cardozo, se Marcelo “falar a verdade” ficará esclarecido que não houve atuação irregular da empreiteira na campanha de Dilma em 2014.

– Não há porque ter preocupação. Se falar a verdade na delação, ficará evidenciado de que não há nenhuma situação irregular na atuação da Odebrecht em relação à campanha de 2014. Óbvio que não dá para saber o que foi dito, mas se foi dito a verdade, não tenho a menor dúvida em dizer de que não haverá problema nenhum – disse o ex-ministro ao GLOBO.

Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo” no último domingo, a presidente afastada Dilma Rousseff disse que “nunca” recebeu no Palácio da Alvorada o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht, alvo da Operação Lava-Jato. Sua agenda oficial disponível no site do Planalto, no entanto, mostra que Dilma recebeu pelo menos duas vezes o empresário para reuniões no Alvorada em 2014, ano em que disputou a reeleição. A presidente afirmou depois que se referia ao atual mandato, iniciado em 2015.

Marcelo Odebrecht está preso desde o primeiro semestre do ano passado e já foi condenado a 19 anos e quatro de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. A força-tarefa da Lava-Jato investiga repasses da Odebrecht ao publicitário João Santana, marqueteiro responsável pelas campanhas de Dilma em 2010 e 2014.

ver mais notícias