Assassinos de empresário morto no Nova Esperança são presos pela Polícia

Quatro pessoas suspeitas de envolvimento no assassinato foram presos

A polícia apresentou na manhã desta quarta-feira (14), quatro pessoas suspeitas de envolvimento no assassinato do empresário José Ronan de Paiva, ocorrido no bairro Nova Esperança, Zona Oeste da cidade, no último dia 19 de abril. Leonardo Marinho Araújo, 22, Nicolas dos Santos de Lima, 20 e Jeferson Marques da Silva, 18, foram presos nesta terça-feira (13) e uma menor de 17 anos apreendida

O empresário José Ronan de Paiva, de 58 anos, foi assassinado com um tiro nas costas, durante uma tentativa de assalto, na noite do dia 19 de abril desse ano, por volta das 20h, na Rua 3, bairro Nova Esperança, Zona Oeste de Manaus.

José Ronan estava em companhia de uma mulher, consumindo bebidas alcoólicas, na Rua José Augusto de Queiroz, esquina com a Rua José Fortuoso, quando dois homens chegaram a pé e anunciaram o assalto.

O empresário que dirigia um veículo Hyundai, cor branca, placa PHF-7877, empreendeu fuga, mas acabou sendo atingido com um tiro nas costas, vindo a perder a direção do carro na Rua 3, após bater no muro de uma pizzaria. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas a vítima não resistiu ao ferimento e morreu no local.

Após o crime, a dupla fugiu e a mulher deixou o carro calmamente, que ainda teria tentado levar pertences do empresário antes da chegada da polícia. O local chamou atenção de moradores e a via foi interditada pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) para os trabalhos da polícia.

A perícia criminal do Instituto de Criminalística (IC) realizou os procedimentos e confirmou um tiro nas costas da vítima. Dinheiro e um celular do empresário foram recolhidos para análise de perícia. Nenhuma cápsula foi encontrado na cena do crime.

 

 

 

 

ver mais notícias