Vale salta mais de 8% e Bolsa tem 2º dia de alta com estímulo chinês

RIO – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta pelo segundo pregão consecutivo nesta terça-feira, acompanhando os mercados externos. A valorização do petróleo e do minério de ferro provoca alta generalizada entre os mercados emergentes, depois de o banco central da China ter cortado, na segunda, a taxa de compulsório bancário do país, uma medida de estímulo econômico. A publicação de dados decepcionantes sobre o setor industrial da China hoje fez com que os investidores passassem a esperar novos incentivos pelo governo.

O índice de referência Ibovespa sobe 2,51%, aos 43.869 pontos, depois de ter subido 2,89% na véspera. Já o índice MSCI Emerging Markets, que concentra ações de países emergentes, sobe pelo terceiro dia, avançando 1,3%.

O dólar comercial agora cai 1,24%, a R$ 3,955 para venda. Com a valorização das commodities, a divisa americana cai contra 20 de 24 moedas emergentes.

AÇÕES E COMMODITIES EM ALTA

O barril de petróleo do tipo Brent sobe 1,23%, a US$ 37, enquanto a tonelada do minério de ferro avançou 3,67% na China, segundo dia de alta.

— A China e o petróleo estão alimentado esses dois últimos pregões. Ontem, teve alguns incentivos de compulsório e, com os dados ruins de hoje, os investidores especulam que pode haver novos incentivos no país asiático. Essa expectativa alimenta um processo de alta, uma vez que o noticiário aqui está mais calmo — disse Ari Santos, gerente de mesa Bovespa da corretora H. Commcor. — Mas não podemos esquecer que a Bolsa saiu de quatro pregões de queda e, no ano, ainda está negativa.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,85%, enquanto o de Xangai teve alta de 1,71%.Tóquio avançou 0,37%; Hong Kong subiu 1,55%; Taiwan registrou alta de 0,89%; Cingapura valorizou-se 0,60%; e Sidney avançou 0,85%.

Na Europa, puxam as Bolsas os papéis de fabricantes de automóveis. O índice de referência Euro Stoxx sobe 0,93%, enquanto a BOlsa de Londres avança 0,54%. Em Paris, a valorização é de 0,54%, e em Frankfurt, de 1,49%.

PETROBRAS E VALE REPETEM ALTA

Entre as ações brasileiras, a Petrobras sobe pelo segundo pregão, com o papel ON avançando 2,31% (R$ 7,52), e o PN, 2,14% (R$ 5,25). A Vale também repete a forte alta da véspera, subindo 8,89% (ON, a R$ 12,86) e 6,89% (PN, por R$ 9,15).

A alta também é generalizada entre os bancos. O Banco do Brasil ON sobe 1,40% (R$ 13,73), enquanto o Bradesco PN valoriza-se em 1,07% (R$ 21,57). O Itaú Unibanco PN tem alta de 0,74% (R$ 25,57).

ver mais notícias