Itaú Unibanco conclui fusão de banco no Chile

SÃO PAULO – O Itaú Unibanco concluiu nesta sexta-feira a fusão entre o Banco Itaú Chile e o CorpBanca. A instituição brasileira terá 33,58% do capital social do agora chamado Itaú CorpBanca, que passará a ser o quarto maior banco privado no Chile em empréstimos e permitirá a entrada do Itaú no mercado colombiano – antes da operação, era o sétimo. “A conclusão da fusão representa um importante passo no processo de internacionalização do Itaú Unibanco e em seu intuito de tornar-se um banco líder na América Latina”, afirmou, em nota, a instituição.

O negócio foi anunciado em janeiro de 2014, mas apenas agora todas as fases das autorizações regulatórias foram foram concluídas.

Para viabilizar a fusão, o Itaú Unibanco precisou fazer uma capitalização de US$ 652 milhões no Itaú Chile e, após essa etapa, o banco foi incorporado pelo CorpBanca, que antes era controlado pelo Corp Group, que agora tem uma fatia de 32,92% no Itaú CorpBanca.

O banco espera que os ganhos dessa fusão apareçam apenas nos próximos anos, não gerando impactos nos resultados de 2016. O Itaú CorpBanca passará a ser consolidado nas demonstrações financeira do Itaú Unibanco a partir de 1ª de abril, acrescentando R$ 117 bilhões de ativos no balanço.

O negócio com o CorpBanca permite não só a expansão da presença do Itaú no Chile, mas também a entrada no mercado colombiano de varejo financeiro, onde o CorpBanca Colômbia é o quinto maior. Além dos dois países, a instituição quer ampliar os negócios no Peru e América Central. Desde a fusão entre Itaú e Unibanco, em 2008, o maior banco privado do país busca ter uma presença internacional mais forte.

No acordo de acionistas concluído ontem, o Itaú Unibanco e o Corp Group irão indicar os membros do conselho de administração de acordo com a participação acionária de cada um. Será o Itaú Unibanco que indicará os executivos de cada unidade e o conselho irá ratificar a decisão.

ver mais notícias