Dólar sobe 0,4% e vale R$ 3,48, e Bovespa cai quase 1%

RIO – O dólar comercial sobe 0,40% nesta quinta-feira, cotado a R$ 3,482 na venda, e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registra queda de 0,96%, aos 48.447 pontos. O mercado local acompanha o desempenho dos seus pares no exterior e monitora a situação política após acusações envolvendo o presidente interino, Michel Temer.

Ontem, o dólar comercial havia caído após decisão do Federal Reserve (Fed), banco central americano, de manter os juros no atual patamar (entre 0,25% e 0,50% ao ano). O bom humor com essa decisão compensou a cautela dos investidores com a delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, que citou o presidente interino, Michel Temer, afirmando que ele pediu doações para a campanha de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo, em 2012. Temer negou as acusações.

Lá fora, despertou cautela a decisão do banco central japonês, nesta quinta-feira, de não oferecer mais estímulo monetário apesar da inflação e do crescimento mundial fracos. Embora a decisão fosse esperada, ela levou o iene à máxima em dois anos, dificultando ainda mais a recuperação econômica japonesa.

Na Europa, o índice de referência Euro Stoxx 50 cai 1,02%, enquanto a Bolsa de Londres tem baixa de 0,89%. Em Paris, a perda é de 0,84%, e em Frankfurt, de 1,24%. Em Wall Street, o Dow Jones cai 0,5%, enquanto o S&P 500 recua 0,18%. EM Nasdaq, a baixa é de 0,54%.

Na Bolsa brasileira, as principais ações opera em queda. A Petrobras ON perde 1,40% (R$ 10,49), e a PN recua 1,05% (R$ 8,42). A Vale ON registra desvalorização de 0,66% (R$ 14,90), enquanto a PNA recua 0,73% (R$ 12,10).

Entre os bancos. setor de maior peso na Bolsa, o Banco do Brasil ON tem baixa de 1,30% (R$ 15,89). O Bradesco PN perde 1,41% (R$ 23,66), e o Itaú Unibanco PN, 0,98% (R$ 28,19).

ver mais notícias