Estudantes desafiados, debatem sobre: legalização da maconha, suicídio e outros tabus

Tabu: Estudantes são desafiados pela Agência nova/sb a promover debate na sociedade sobre a Maconha. Legalização da Maconha, Uso de Carros, Produção de Lixo, Suicídio e Intolerância são os temas que o #ComunicaQueMuda vai propor debate à sociedade este ano.

O #ComunicaQueMuda, projeto da Agência nova/sb, especialista em Comunicação de Interesse Público, quer tocar na ferida: abordar grandes tabus da sociedade, propondo a reflexão e discussão desses temas. Lucas, Vitor, Bruna, André, Henrique, Yuri, Del Mar, Marcelo e Ketlyn foram escolhidos à dedo num processo seletivo que teve início no fim do ano passado e terminou em fevereiro deste ano. Os estudantes escolhidos, que pertencem às áreas de publicidade, direito, relações públicas, e jornalismo estão trabalhando uma estratégia ao longo de todo mês de março para comunicar a possível descriminalização da Maconha no Brasil.

“É muito complicado falar desse tema porque a gente mexe com discursos morais, religiosos… A gente tem que tomar muito cuidado porque a maconha é uma droga, querendo ou não”, comenta Vitor Barbosa, 24, estudante de Ciências Sociais. Ele explica que o assunto “é um tabu, e não falar só aumenta o problema”.

Vitor se forma este ano e avalia a chance de trabalhar com Comunicação de Interesse Público em uma agência especializada, como a nova/sb. “Eu valorizo muito a oportunidade de participar de um projeto dessa magnitude. Na minha graduação eu tenho me envolvido bastante na questão da Política de Drogas do Brasil”.

O projeto tem João Linneu como diretor de criação e os estudantes estão preparando peças para serem divulgadas principalmente nos veículos digitais, mas, dependendo da abordagem – que ainda é mantida em sigilo -, a veiculação também pode acontecer em impressos, rádios ou televisão. Segundo Hermes Zambini, VP de criação da nova/sb (SP), a expectativa é que até o fim de abril o material já esteja em circulação.

Debate – O tema foi abordado com profundidade no dia 02 de março, quando a nova/sb organizou um debate na Casa do Saber de São Paulo. O encontro reuniu o ator e colunista Gregório Duvivier; o advogado Pedro Abramovay; o criador do jornal Voz da Comunidade, René Silva; o psiquiatra Valentim Gentil; e a jornalista e apresentadora Barbara Gancia. O debate, que durou cerca de 2h, pode ser assistido no sitehttp://www.comunicaquemuda.com.br/aovivo.

nova/sb – tradição em Comunicação de Interesse Público – O projeto Comunica Que Muda segue a tradição pioneira da nova/sb que, em 2011, surpreendeu o mercado de comunicação com o lançamento da nova/batata, a primeira agência pop-up do Brasil, com trabalho de transformação – através da publicidade – do Largo da Batata, em São Paulo.

A nova/sb está entre as maiores agências de publicidade do País. Conta com escritórios completos em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, somando mais de 180 profissionais. No portfólio tem clientes como Caixa, Prefeitura de São Paulo, Governo do Estado do Rio, BNDES, Metrô – SP, Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Banco Central, Organização Internacional do Trabalho (OIT), Organização Mundial da Saúde (OMS), e Shopping Vila Olímpia.

Até hoje é a única agência brasileira convidada pela OMS para participar de suas concorrências e já realizou campanhas para o Dia Mundial do Doador de Sangue, uso indiscriminado de medicamentos e Dia Mundial Sem Tabaco. As peças foram veiculadas em cerca de 200 países.

Dentre os projetos próprios que reforçam seu posicionamento de Comunicação de Interesse Público (CIP), vale destacar a exposição “Propagandas de Cigarro – Como a Indústria do Fumo enganou as pessoas”, trazida dos Estados Unidos para o Brasil.

ver mais notícias