Carioca é a primeira trans a concorrer ao “Musa do Brasil”

A dançarina quer usar a oportunidade e passar uma mensagem de esperança para a comunidade LGBT.

Ex dançarina da Gaiola das Popozudas, que também já desfilou em escolas de samba no carnaval. Paloma Salume, 39 anos, é representante do estado de Roraima no concurso “Musa do Brasil 2017” — apesar de ter nascido em Volta Redonda (RJ).

Paloma sente na própria pele o preconceito e por isso se emocionou ao receber o convite da organização. Além disso, a expectativa de vida dos trans e travestis no país é de 35 anos, segundo dados da União Nacional LGBT. Ou seja, Paloma, além de pioneira nos concursos de beleza, já é uma exceção por ter chegado aos 39. “Ser uma mulher trans no Brasil ainda é muito difícil. Vim para lutar e exigir o respeito que eu mereço”, desabafa.

 

 

ver mais notícias