Mulher é morta com 24 facadas e assassino usa sutiã para mandar recado

 Fânia dos Santos Pereira, 34, foi encontrada morta com 24 facadas, nas proximidades do quilômetro 33, da estrada do município de Manaquiri (distante 156 quilômetros de Manaus). A vítima era conhecida na cidade e costumava prestar serviço de transporte em sua moto particular, uma Honda 125. 

 

Segundo informações de testemunhas, Fânia foi vista com vida pela última vez por volta das 8h de quinta-feira (8). Ela teria feito uma corrida para um homem, identificado apenas como ‘Samuel’, e, desde então, não deu mais notícias.

A família notou a ausência da autônoma e começou a fazer buscas entre amigos e parentes próximos. Os vizinhos informaram que ela foi vista com Samuel na garupa. A irmã da vítima, a agricultora Luana Nogueira dos Santos, 23, foi até a casa do homem e uma mulher, supostamente esposa do suspeito, a atendeu. Ela informou que o marido não havia saído de casa no horário apontado pelas testemunhas.

Ao ser chamado por Luana, Samuel, que estava trajando apenas uma sunga, negou ter encontrado com Fânia naquela manhã. No momento em que a agricultora conversava com o suspeito, outros familiares registravam o desaparecimento na delegacia do município.

No início da noite, por volta da 18h, amigos da vítima faziam buscas em ramais da cidade e encontraram a motocicleta da autônoma próximo de um lixão. O corpo de Fânia também estava no local. Ela usava uma bermuda jeans e a blusa estava rasgada. O sutiã, por sua vez, estava no retrovisor da moto. Segundo populares, a forma que o assassino colocou a peça íntima no retrovisor indica que ele queria deixar um recado. Possivelmente, uma crítica ao trabalho informal que ela exercia.

O corpo possuía 24 perfurações de faca deferidas sobre o peito e o abdômen. Temendo a reação dos moradores, os familiares de Samuel o conduziram até o 33º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Ele permanece preso e o caso está sendo investigado.

Fonte Emtempo

 

ver mais notícias