Bandidos invadem escola, assaltam e machucam vários alunos na rodovia AM 010

Seis homens armados assaltaram e agrediram aproximadamente 200 alunos e funcionários da Escola Municipal Abílio Alencar, localizada no km 35, da rodovia AM-10, Zona Rural de Manaus, na noite desta segunda-feira (24). Um professor teve a cabeça quebrada, após ser atingido por coronhadas e uma funcionaria portadora de deficiência, foi agredida e arrastada pelos cabelos.  

 

De acordo com o auxiliar de serviços gerais, José da Silva Queiroz, de 48 anos, os assaltantes entraram na instituição depois do intervalo da merenda, a suspeita é que eles tenham entrado pelo ramal que fica na lateral da escola.

“Eu estava limpando a cantina quando eles entraram e anunciaram o assalto, pediram para eu e minha esposa que é merendeira deitarmos no chão e foram em direção as salas de aula. Depois pediram para os alunos e professores irem para a cantina”, relatou o funcionário.

A testemunha ainda relatou que os assaltantes estavam agressivos e violentos. Depois da ação fugiram e levaram diversos celulares e um veículos de um professor. “Eles chegaram a arrombar algumas salas que estavam fechadas e bateram em alguns professores e alunos que resistiam aos pedidos deles, deixaram todos trancados no refeitório e fugiram”, disse José da Silva.

Na manhã desta terça-feira (25), os alunos ficaram assustados ao chegarem na escola, uma poça de sangue foi encontrada em uma das salas. Segundo o professor Jadeson Oliveira, 42, um outro professor e uma funcionaria foram agredidos ao se negarem passar os aparelhos celulares.

 
 

Policiais da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), foram acionados para a atender a ocorrência, fizeram buscas, mas não conseguiram localizar os suspeitos.“O professor levou uma coronhada por não entregar o celular, em seguida os bandidos pediram o celular da funcionária, portadora de deficiência, ao dizer que não tinha, ela foi arrastada pelos cabelos e sacudida, os assaltantes constataram que ela não tinha o aparelho e jogaram ela no chão. Sofremos muito com a falta de segurança nessa região, moradores e comerciantes são assaltados constantemente, a falta de iluminação publica coopera com as ações dos bandidos”, disse o professor.

“Fizemos o patrulhamento na região e localizamos o veiculo que havia sido roubado e dentro dele tinha a chave de outro carro e alguns celulares. Nossa equipe fez diversas buscas em uma área de mata de difícil acesso, no km 32, ramal da Água Preta. Os trabalhos foram até as 1h da madrugada, mas não conseguimos encontrar os suspeitos”, disse o tenente Diego Lopes, da 26ª Cicom.

Ainda segundo o tenente, os suspeitos seguiram por uma parte da mata que dá acesso a BR-174. “Acreditamos que sejam detentos do semiaberto e cometeram o assalto para levarem os celulares para dentro dos presídios”, informou o policial.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que por meio de nota que, a Polícia Militar e o Centro de Operação de Segurança Escolar (Cose) foram acionados e estiveram no local para prestar assistência. O gestor da unidade deve registrar um boletim de ocorrência, durante esta terça-feira (25), e as imagens das câmeras de segurança da escola serão repassadas pelo Cose à polícia para auxiliarem na investigação do caso.No turno noturno a escola atende cerca de 200 alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e tem uma sala disponibilizada para ensino médio técnico da Secretária de Estado de Educação (Seduc).

ver mais notícias