Torcedor do Flamengo espancado no DF segue internado

BRASÍLIA – O torcedor do Flamengo encaminhado neste domingo ao Hospital de Base em estado grave permanece internado após ser espancado por um grupo de torcedores do Mancha Verde, torcida organizada do Palmeiras, durante jogo no Estádio Mané Garrincha. Os 21 torcedores detidos por envolvimento na briga foram autuados e liberados, segundo a Polícia Civil do Distrito Federal.

A pancadaria entre as duas torcidas ocorreu no intervalo da partida entre Palmeiras X Flamengo, houve confronto e a PM usou gás de pimenta para conter a confusão e bombas de efeito moral. O segundo tempo começou atrasado cerca de 10 minutos porque a substância atingiu a torcida nas arquibancadas e também os jogadores em campo.

Segundo a Secretária de Saúde do DF, o resultado da tomografia do torcedor de 47 anos internado ontem em estado grave foi normal e, no momento, o estado de saúde dele permanece estável. Não há previsão de alta. Outros dois torcedores que também deram entrada no hospital passaram por avaliação e tiveram alta.

Três PMs também foram feridos no confronto. Um teve o nariz quebrado por uma pedrada, outro teve a mão perfurada por estilhaços e o terceiro se machucou com um extintor de incêndio arremessado nas suas costas.

A Polícia Civil informou que não foi possível individualizar a participação dos torcedores na briga generalizada. De acordo com nota divulgada hoje, foi feita a identificação dos participantes mas eles somente poderão ser indiciados criminalmente depois da análise das imagens do circuito interno e depoimento de testemunhas.

Os torcedores detidos por desacato contra os PMs foram atuados em flagrante. Eles assinaram termo de compromisso para comparecimento à Justiça e foram liberados.

ver mais notícias