Para Jorginho, Vasco sentiu a dificuldade que será a Série B

O Vasco manteve sua invencibilidade de seis meses, mas não conseguiu evitar o jogo de volta da Copa do Brasil com a vitória por 1 a 0 sobre o CRB, em Alagoas. Para o técnico Jorginho, a partida foi boa para o elenco vascaíno sentir a dificuldade que será a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O Vasco estreia no sábado, contra o Sampaio Corrêa, no Maranhão.

– Deu para ver o que é a Série B: os caras mordendo o tempo todo, por trás, chegando juntos, às vezes até desleal… Temos que ter o cuidado necessário. São dificuldades que vamos enfrentar e temos que ultrapassar – afirmou o treinador, reclamando da deslealdade do CRB.

– Estava ficando perigoso, foram faltas desnecessárias, por trás, e que poderiam ser coibidas pelo árbitro.

A partida desta quarta-feira foi a primeira do Vasco após a conquista do bicampeonato estadual. Jorginho disse que a equipe ficou com menos posse de bola do que o normal.

– Em termos de vontade, de não deixar que o título tirasse a concentração, sim. Podíamos ter tido maior posse de bola, que é o nosso jogo. O time deles é muito vertical, o que não é a nossa forma.

Ao comentar a possibilidade da contratação de Grafite, Jorginho elogiou o jogador, mas disse que sua contratação estava descartada. Nesta semana, o atacante disse ter recebido uma proposta do Vasco, mas não deu certeza se poderia deixar o Santa Cruz.

– É um excelente jogador, mas até para contar para Copa do Brasil não é possível. Está completamente descartada a possibilidade. Gosto do Grafite, mas temos um time com média de idade alta. É um bom jogador, segue sendo um grande jogador – encerrou.

ver mais notícias