Um dos heróis do título, Kyrie Irving foi draftado por filho do dono do Cleveland

O primeiro título do Cleveland Cavaliers na história da NBA tem alguns heróis como LeBron James, o MVP das finais, mas também o dedo de um jovem relativamente desconhecido do grande público. Ele não joga basquete, mas foi o responsável por contratar o autor da cesta que garantiu o campeonato aos Cavs. Trata-se do filho de Dan Gilbert, o milionário dono da franquia, Nick Gilbert.

Hoje com 16 anos, o jovem foi o responsável por fazer a escolha de Kyrie Irving no draft de 2011. Na ocasião, Nick tinha apenas 11 anos e estava pela primeira vez representando a franquia no draft. Mesmo assim, o pai ouviu o filho e aceitou as escolhas de Kyrie e de Tristan Thompson, jogadores fundamentais e hoje titulares do time campeão.

Nick é um herói para o pai. O menino nasceu com uma doença rara chamada de neurofibromatose, que causa o surgimento de tumores benignos múltiplos no sistema nervoso. Por causa da doença do filho, o empresário criou duas clínicas de pesquisas para auxiliar pessoas no tratamento dela. Uma fica em Washington, capital dos Estados Unidos. A outra em Tel Aviv, em Israel.

Dois anos depois daquele draft em que selecionou Kyrie, Nick deu uma entrevista para a “Sports Illustrated”, explicando os motivos pelos quais escolheu o jogador que marcou 26 pontos, apenas um a menos do que LeBron James no decisivo jogo 7 da final.

– Eu apenas tive um sentimento de que poderiamos conseguir uma escolha de muita qualidade, o que fizemos. Quem quer que selecionássemos podería nos dar o impulso final até os playoffs – lembrou.

A escolha de Kyrie acontece num momento complicado do Cleveland. A franquia tinha acabado de perder LeBron James para o Miami Heat e precisava de bons jogadores que levassem o time de volta aos playoffs. A saída de LeBron, aliás, foi traumática. Torcedores queimaram camisas do astro nas ruas e Dan Gilbert chegou a dizer que os Cavs seriam campeões antes de LeBron.

Obviamente, isso não aconteceu. O Cleveland amargou temporadas seguidas sem sequer se classificar para os playoffs, enquanto o astro ganhou dois títulos em 2012 e 2013, mas voltou para Cleveland em 2014 com a promessa de fazer a cidade voltar a ser campeã de algo depois de mais de 50 anos.

Apesar da escolha certeira de Nick, que ainda representa o Cavaliers nos drafts, ainda faltava, portanto, o talento de um astro que desse o impulso necessário para a franquia. Foi o que LeBron proporcionou ao time onde começou a carreira em 2003, quando foi selecionado no draft. Com o sonho realizado e o título conquistado após uma sequência de atuações decisivas, o astro chorou. E a cidade passou a noite inteira comemorando e em paz com LeBron.

Agora o Cleveland vai se preparar para a próxima temporada, quando defenderá o título. Daqui a três dias, haverá o novo draft da liga americana de basquete. Nick estará lá. E todos estarão de olho em quem o jovem irá escolher para reforçar os Cavs.

ver mais notícias