Trio Messi-Suárez-Neymar é a grande preocupação do Arsenal

Como parar o melhor ataque do mundo? Na véspera da partida contra o Barcelona pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, no Emirates Stadium, esta é a pergunta que tira o sono do técnico do Arsenal, Arsene Wenger. Para o treinador francês, que mais uma vez terá pela frente a equipe catalã num mata-mata do torneio europeu, o time treinado pelo seu colega Luis Enrique não é perfeito, mas está perto da perfeição.

Muito disso se deve ao seu poderoso ataque formado por Lionel Messi, Luís Suárez e Neymar. Os três juntos são responsáveis por 76,4% dos gols do Barcelona (são 91 dos 119 gols) . O uruguaio tem 41 gols na temporada, o argentino tem 27, enquanto o brasileiro tem 23.

– O Barcelona é o super favorito para este jogo e sabemos que amanhã temos que estar totalmente focados como uma equipe. O mundo não é perfeito e não há time perfeito. Mas o Barcelona não está muito longe disso – disse Wenger, que analisou o rival desta terça-feira, a partir das 16h45m (de Brasília).

– Certamente ofensivamente eles têm os atacantes mais importantes e parece que (agora) eles têm um pouco menos de posse de bola. Mas eles têm um time que pode marcar gols a qualquer momento, mesmo quando são dominados. Eles são rápidos na transição – afirmou.

Para Wenger, a amizade do trio de ataque do Barcelona fez os três atacantes jogarem ainda melhor.

– Eles têm uma grande solidariedade (entre eles). Messi deu a bola para Suárez (no pênalti ensaiado contra o Celta) porque queria que ele fosse artilheiro mesmo quando Messi teve a oportunidade de marcar o 300º gol (na Liga). Isso significa que há algo especial lá.

No jogo desta terça, o Barcelona defenderá uma longa invencibilidade sob o comando de Luis Enrique. O time não perde desde outubro do ano passado. São 32 jogos sem saber o que é sair de campo derrotado. Apesar de tantos predicados e de reconhecer que o rival é o favorito mesmo jogando fora de casa, Wenger acredita que é mais complicado preparar uma equipe para enfrentar um time menor da Inglaterra.

– Honestamente, as dificuldades são completamente diferentes. Mas é mais difícil se preparar para enfrentar o Hull City do que o Barcelona, porque contra o Barcelona todos estão naturalmente focados – disse.

CINCO ELIMINAÇÕES SEGUIDAS

Além de enfrentar o atual campeão e o melhor time do mundo no momento, o Arsenal tentará encerrar uma incomoda sequência na Liga dos Campeões. Nas últimas cinco edições, a equipe de Wenger foi eliminada nas oitavas de final. A sequência começou justamente com o Barcelona em 2011. Um ano antes, o time catalão o havia eliminado os ingleses nas quartas de final. Depois disso, o Arsenal amargou eliminações nesta fase para Milan, Bayern de Munique (duas vezes) e Monaco.

No outro jogo desta terça-feira, Juventus e Bayern de Munique se enfrentam em Turim, na Itália. Atual vice-campeão europeu, o Juventus vem numa sequência invicta de 16 jogos na Itália, mas terá pela frente o poderoso Bayern de Pep Guardiola, que está perto de conquistar mais um título alemão.

ver mais notícias