Sócios-torcedores do Flamengo gastaram R$ 6,4 milhões em lojas oficiais no ano passado

Embora seja criticado por ter apenas o oitavo maior programa de sócio-torcedor do Brasil, o Flamengo trabalha para fidelizar seus 59.245 associados. De acordo com levantamento da CSM/Golden Goal, que opera o programa, 12% do total de atendimentos nas 50 lojas oficiais foram a sócios-torcedores, o que gerou um faturamento de R$ 6,4 milhões em 2015.

— O projeto de lojas oficiais rende receita para o Flamengo não só pelo aumento das vendas dos produtos oficiais, mas também pelo que as próprias lojas pagam ao clube pelo licenciamento de uso da marca — destaca Bruno Spindel, diretor de marketing rubro-negro.

Na loja oficiais, que estão espalhadas em 13 cidades do país, os sócios-torcedores têm direito à personalização gratuita das camisas de jogo e 10% de desconto em produtos oficiais. Segundo o mesmo levantamento, os associados receberam um desconto total de R$ 832 mil. Nos primeiros meses de 2016, a rede de lojas oficiais vendeu 18% das camisas de jogo 3 (preto) e 26% da nova linha de short para sócios-torcedores.

ver mais notícias