Rodrigo Caetano fica no Flamengo, que busca gerente para o futebol

O diretor executivo de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, suportou à pressão interna por sua saída e permanecerá em seu cargo. A desistência do presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, em viajar para os Estados Unidos junto com a seleção — o que deveria ter acontecido na segunda-feira — foi fundamental para a decisão. O clube procura agora um gerente para o departamento de futebol, profissional responsável por trabalhar com maior proximidade do elenco e aliviar a pressão sobre Caetano.

Contratado em dezembro de 2014, Rodrigo Caetano recebe críticas desde o ano passado, quando o clube não conseguiu vencer nenhuma competição e ainda viu o time ter problemas disciplinares. Na última pré-temporada, o elenco recebeu os reforços de Mancuello, Cuéllar, Juan, Rodinei, Willian Arão e, mais recentemente, de Fernandinho. Apesar disso, o Flamengo soma três eliminações precoces no ano: Primeira Liga, Carioca e Copa do Brasil.

A próxima missão de Rodrigo Caetano pode ser a contratação de um novo treinador caso Muricy Ramalho não recebe autorização médica para seguir no trabalho ou seja vetado por sua própria torcida. Neste caso, o nome a substituí-lo é Abel Braga, atualmente sem emprego. Além deles, uma antigo pedido de Muricy precisa ser atendido: a contratação de uma zagueiro. Como Wallace deixou o clube, dois jogadores da posição serão contratado. Um deles deve ser Rafael Vaz, atualmente no Vasco.

ver mais notícias