Ricardo Oliveira decide e Santos é bicampeão paulista

Um mês e cinco dias sem marcar gols no Paulistão. Dois meses e dois dias sem balançar as redes na Vila Belmiro. Era este o jejum de Ricardo Oliveira até este domingo. Nada disso impediu que ele fosse a principal esperança de gols do Santos, que precisava só de um para ser campeão paulista, caso o Audax não fizesse. Foi exatamente com essa esperança que o Santos levantou a taça ao vencer por 1 a 0, com gol de Ricardo Oliveira.

O Audax jogou bem e dominou o primeiro tempo, acertando a trave em chute forte de Tchê Tchê. O Santos perdeu Lucas Lima, machucado, e tinha apenas 32% de posse de bola contra 68% do Audax. Em um contra-ataque, porém, Vitor Bueno lançou Ricardo Oliveira aos 44 minutos. O camisa 9 deu uma caneta em Bruno Silva e, de biquinho, chutou para marcar o gol do título.

No segundo tempo o Audax seguiu melhor e voltou a acertar a trave, mas o Santos se segurou e conquistou seu 22º segundo título paulista.

SANTOS 1 X 0 OSASCO AUDAX

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)

Árbitro: Raphael Claus

Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Alex Ang Ribeiro

Público/renda: 16.018 pagantes/R$ 934.920,00

Cartões amarelos: Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Thiago Maia e Gabriel (SAN); Velicka e Bruno Paulo (AUD)

Gols: Ricardo Oliveira (44’/1ºT) (1-0)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima (Paulinho, aos 25’/1ºT) e Vitor Bueno (Ronaldo Mendes, aos 21’/2ºT); Gabigol e Ricardo Oliveira (Joel, aos 28’/2ºT). Técnico: Dorival Junior.

OSASCO AUDAX: Sidão; Francis (Rodolfo, no intervalo), Yuri, Bruno Silva (Felipe Rodrigues, aos 33’/2ºT) e Velicka; Tchê Tchê, Camacho e Juninho (Wellington, aos 18’/2ºT); Bruno Paulo, Mike e Ytalo. Técnico: Fernando Diniz.

ver mais notícias