Palpites divididos na semifinal da NBA

Dois comentaristas de peso aportaram ontem pela manhã no Museu do Amanhã. Percursor da atual leva de brasileiros na NBA e o jovem do país mais promissor da liga, Nenê e Raulzinho deram prognósticos diferentes sobre a festejada final de Conferência Oeste, entre o atual campeão, Golden State Warriors, e o Oklahoma City Thunder, que voltam a se enfrentar hoje, às 22h pelo jogo 2. O Sportv 3 transmite.

Nenê não se surpreendeu com a vitória do Oklahoma, que, anteontem, fora de casa, venceu o time do MVP Stephen Curry, por 108 a 102. Com boa atuação, Kevin Durant marcou 26 pontos. Quem desequilibrou o jogo foi Russell Westbrook, que saiu de 3 pontos no intervalo para 27 ao fim do jogo.

— Eles (Thunder) estão com fome. Com o Westbrook jogando como foi ontem e a vontade do Kevin Durant, fica difícil — afirmou Nenê, que aposta no Thunder.

Apesar da vitória, é cedo para chamar o Thunder de azarão. No primeiro jogo, o Warriors errou naquele que é seu ponto forte: os arremessos da linha de três pontos. Foram apenas onze acertos em 30 tentativas. Algumas, no fim do último quarto, foram decisivas para a derrota.

— O Oklahoma mostrou que pode passar pelo Golden State, mas é uma série longa, são sete jogos — lembrou Raulzinho, que acredita em vitória dos atuais campeões. — Vai ser uma série bem disputada e legal de assistir.

‘NBA House’ no Rio

Ele comentou o lance polêmico a 17 segundos do fim do jogo, quando o Thunder vencia por três pontos. Westbrook comentou uma irregularidade ao andar com a bola e pediu tempo, autorizado pela arbitragem. A NBA reconheceu o erro:

— Vendo o replay fica fácil. É lógico que ele andou, mas pediu tempo, é uma interpretação do árbitro, que podia ter dado a andada ou o tempo. Não sei se mudou o resultado do jogo.

Os jogadores vieram ao Rio divulgar o NBA House, que, como antecipou a coluna Gente Boa, será a embaixada da liga durante as Olimpíadas. A expectativa é que 50 mil visitantes passem pelo local, que terá clínicas de basquete e receberá astros do esportes por dez dias durante os Jogos.

ver mais notícias