Brasil avança em primeiro em evento-teste de rúgbi

Com três vitórias arrasadoras neste sábado, a seleção brasileira feminina de rúgbi-7 confirmou seu favoritismo na primeira fase do Campeonato Sul-Americano (torneio que está sendo utilizado como evento-teste) ao avançar como primeira colocada de seu grupo, em Deodoro. Caso vençam o Chile às 10h neste domingo, último dia de disputas, pelas quartas de final, as brasileiras ficarão a dois jogos de conquistar o 11º título do torneio continental.

— Não tomamos nenhum ponto nesta primeira fase, e estou satisfeita com esse primeiro dia de campeonato. Amanhã (hoje), teremos jogos mais difíceis — disse Paula Ishibashi, jogadora mais experiente da seleção e que esteve presente nas 10 conquistas continentais.

No primeiro jogo de ontem, o Brasil venceu o Peru por um placar que deixam claro distância técnica e física das duas seleções: 59 a 0. Logo em seguida, contra o Uruguai, a supremacia brasileira se fez presente desde o início do jogo, que terminou em 40 a 0.

— Jogamos com seleções mais fracas do mesmo jeito que encaramos as potências do esporte no circuito mundial. Assim, demonstramos respeito pelos adversários e, ao mesmo tempo, evoluímos o nosso jogo — explicou Edna, um dos destaques da seleção.

No último jogo de ontem, entretanto, a seleção encontrou dificuldades para abrir o placar contra a Venezuela, que vem evoluindo bastante nos últimos anos. As brasileiras só conseguiram pontuar ao fim do primeiro tempo. Na etapa final, no entanto, os pontos foram marcados com mais tranquilidade e o placar terminou em 22 a 0.

— Cometemos erros de estratégia no início. Mas depois acertamos e conseguimos encaixar nosso jogo — disse Paula.

ver mais notícias