Secretário de segurança se diz vítima de ataques pelo WhatsApp

Leia abaixo a carta

Comunico a quem possa interessar: que não são verdadeiras as conversas toscas e boçais atribuídas a mim em um falso grupo de WhatsApp.

Tais diálogos e grupo simplesmente não existem e são fruto de uma mente canalha, doentia e extremamente covarde,  escondida sob o manto do anonimato.

Várias tentativas como esta chegam diariamente ao meu conhecimento e, como ocorreu com as anteriores,  não irão me intimidar .

Cartinhas atribuídas a FDN , telefonemas anônimos e outras canalhices análogas não me intimidam nem amedrontam.

Quem me conhece sabe imediatamente que não sou capaz de diálogos tão torpes e ridículos, pois respeito profundamente meus colegas de trabalho (policiais de qualquer das polícias) e não creio que chegaríamos onde chegamos pensando como o vil covarde que se deu ao trabalho de montar os diálogos a que estou me referindo agora.

Portanto, deixo aqui minha mensagem de indignação com tal tentativa (tosca é  bem verdade) de desestabilizar o Sistema de Segurança Pública, jogando polícia contra polícia e semeando discórdia em quem tem que lutar as mesmas batalhas e perseguir os mesmos objetivos, que é de defender a sociedade.

Manaus, 25 de dezembro de 2016

Sérgio Lúcio Fontes

Secretário de Segurança Pública do Amazonas*

ver mais notícias