CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Colunas / Subindo e Descendo do Salto / Raul Zaidan ex-chefe da Casa Civil diz que o homem que desviou 110 milhões da saúde ‘Moustafa foi muito útil ao governo’

Raul Zaidan ex-chefe da Casa Civil diz que o homem que desviou 110 milhões da saúde ‘Moustafa foi muito útil ao governo’

Da redação | 09/06/2017 21:09

Vergonha

Até pouco tempo do primeiro escalão do governo estadual, o ex-secretário de Administração do Governo (Sead) Evandro Melo (Pros), o ex-secretário de Saúde (Susam), Wilson Alecrim e o ex-chefe da Casa Civil, Raul Zaidan, prestaram depoimento a Justiça Federal na tarde desta sexta-feira (9), em favor do empresário e médico Mouhamad Moustafa, preso durante a operação “Maus Caminhos” acusado de liderar organização criminosa que desviou R$ 110 milhões do Fundo Estadual de Saúde. À reportagem, o ex-chefe da Casa Civil declarou antes de seu depoimento que Mouhamad “foi muito útil ao governo”.

 

Dinheiro da saúde
A operação Maus Caminhos foi deflagrada no dia 20 de setembro de 2016 e desarticulou, segundo denúncia do MPF, uma organização criminosa que teria desviado verbas públicas por meio de contratos da Susam com o Instituto Novos Caminhos para gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Campos Sales, Zona Norte, a maternidade de Tabatinga, e o centro de reabilitação em dependência química em Rio Preto da Eva. O esquema, de acordo com as investigações, era comandado por Mouhamad, que está preso. Segundo a PF, os desvios ocorriam desde abril de 2014. O médico foi apontado como o líder do bando. Durante as investigações, a PF descobriu que a organização criminosa tinha constituído um braço armado que seria comandado pelo coronel da Polícia Militar Aroldo Ribeiro.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA