CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Colunas / Subindo e Descendo do Salto / 119 presos ainda estão foragidos há mais de 40 dias após a fuga em massa do Ipat e Compaj

119 presos ainda estão foragidos há mais de 40 dias após a fuga em massa do Ipat e Compaj

Da redação | 12/02/2017 23:38

Mais de 40 dias após o início das rebeliões no sistema prisional do Amazonas,que resultaram na morte de 64 detentos e a fuga de 225 presidiários, 119 presos ainda estão foragidos (veja lista abaixo), segundo dados da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), até a última sexta-feira.

De acordo com a Seap, no dia 1º de janeiro, 78 presos fugiram do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e outros 147 conseguiram escapar do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Até sexta-feira, segundo a Seap, 106 detentos haviam sido recapturados.

De acordo com o secretário da Secretaria Segurança Pública do Amazonas (SSP), Sérgio Fontes, os trabalhos de recaptura foram intensificados e considerados prioridade nas demandas do Estado. “Esses presos que fugiram são os mais perigosos do sistema, respondem por roubo, tráfico e homicídio, possuem muitos anos de pena a cumprir, então é um esforço difícil”, disse o secretário para justificar a demora na captura dos foragidos.

Ainda segundo o secretário, as recapturas ganharam impulso a partir das medidas emergenciais anunciadas pela SSP. “Nós remanejamos servidores lotados em setores administrativos para as ruas, solicitamos policiais lotados em outros órgãos, e, com a chegada da Força Nacional para atuar nos presídios, também tivemos a liberação dos nossos policiais que estavam ali, resultando em quase 600 homens a mais no policiamento ostensivo e recaptura de foragidos”, afirmou.

A criação de um WhatsApp (92 9412-4431) para ajudar nas denúncias, além do número 181 (Disque-Denúncia da SSP-AM), também faz parte das medidas para buscar os foragidos. ( Fonte D24)

Veja lista atualizada dos foragidos:

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA