Veja 5 passos para abrir uma conta offshore

Empresas offshore ganharam os holofotes do mundo depois da divulgação dos Panama Papers. Geralmente relacionadas a operações ilegais e evasão de capital, companhias offshore shell nada mais são do que negócios que existem apenas no papel, sem um escritório ou sede.

Ou seja, não é preciso ser um milionário, ter interesses escusos ou pagar um grupo de advogados para criar uma. A rede CNN reuniu cinco passos simples para que o cidadão comum possa criar legalmente a sua conta offshore.

Passo 1: pesquise on-line

O primeiro passo é a cotidiana pesquisa on-line. Digite “offshore company”, inglês mesmo, e escolha os bancos que podem ajudá-lo a abrir sua conta.

Passo 2: escolha nome e local

Esse serviço não é gratuito. Por uma taxa de cerca de US$ 900, é possível achar um nome disponível e um país que melhor sirva às suas necessidades.

Passo 3: nomeie um diretor

Este passo é muito importante. O diretor da empresa é a pessoa cujo nome aparecerá em toda a papelada da companhia. Ou seja, é importante que seja alguém de extrema confiança. Ele não terá muito poder na prática, normalmente é usado para deixar a identidade do real do dono escondida.

Passo 4: identificação

Geralmente, durante o processo, será pedida alguma forma de identificação, como um passaporte e, provavelmente, um comprovante de residência. Os bancos offshore têm aumentado as exigências e pedindo também por declarações bancárias, por exemplo, para que tenham certeza de que a conta será usada para fins legais.

Por outro lado, dependendo das leis locais, sua identidade pode nunca ser revelada.

Passo 5: use-a

Finalmente, após alguns dias de burocracia, parabéns: você é o dono de uma empresa offshore totalmente legal. No entanto, é importante lembrar que elas não são para todo mundo, é preciso ver as restrições fiscais de cada país, o que inclui, inclusive, os fins da conta.

ver mais notícias