CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Arquivo / Rio de Janeiro / Paes sugere problema de mão de obra no país ao tentar justificar buracos no Joá

Paes sugere problema de mão de obra no país ao tentar justificar buracos no Joá

Da redação | 08/06/2016 16:20

RIO – O prefeito Eduardo Paes voltou a afirmar na tarde desta quarta-feira que é inaceitável a abertura de buracos no asfalto do novo Elevado do Joá, apenas dez dias depois de as obras terem sido inauguradas. Tentando encontrar respostas para os obstáculos tão precoces no caminho dos motoristas, ele sugeriu que existe um problema de mão de obra no Brasil. Questionado por repórteres se não tinha mais a ver com a escolha das empreiteiras para realizar as intervenções, ele repetiu:

— Olha, fazemos o processo licitatório. Estamos falando das maiores empresas brasileiras fazendo esses projetos. Tem um problema, sim, de qualidade de mão de obra no Brasil, de material, enfim… Tem que se dar uma olhada nisso.

Paes reforçou, no entanto, que a empresa que fez a pavimentação da via, a Odebrecht, está sendo chamada a sua responsabilidade para reparar o asfalto. Segundo ele, o trabalho não deve ser apenas de tapa-buraco. Mas também não significa recapear todo o elevado.

— A empresa está intimada para consertar. E não é consertar fazendo tapa-buraco. Consertar é recuperar toda aquela pavimentação. A Secretaria (municipal) de Obras está tentando identificar qual o problema aconteceu ali — disse ele, para depois completar: — Recapear inteiro, não. Tem que ver o trecho que tem problema e recuperá-lo, fazer direito.

O prefeito ainda incentivou os motoristas a continuarem usando o Joá. E chegou a chamar de “pequeno buraco” as falhas na pavimentação da via.

— Continuem desfrutando do Joá, que melhorou muito o trânsito. Não vamos difamar uma grande obra por causa de um buraco. Não tem que acontecer buraco, mas é uma obra fantástica, que durante muito tempo se demandou na cidade. Vamos consertar aquele pequeno buraco. Também não vamos transformar um pequeno buraco numa obra daquele tamanho num problema como se não tivesse que ter feito a obra. Aí é torcida de oposição — afirmou.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA