CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Amazonas / PIM / Pequim passa Nova York e vira cidade com mais bilionários do mundo

Pequim passa Nova York e vira cidade com mais bilionários do mundo

Da redação | 01/03/2016 11:19

RIO – O título de cidade com mais bilionários do mundo agora pertence a uma capital oriental. Pequim é a morada de cem pessoas que ostentam fortunas acima dos nove dígitos, superando os 95 de Nova York e alcançando o primeiro lugar do mundo no ranking, segundo dados da Hurun, uma empresa de Xangai que publica pesquisas sobre as pessoas mais ricas do mundo e seus hábitos de consumo.

A capital chinesa ganhou 32 novos bilionários no ano passado, enquanto Nova York recebeu apenas quatro. Moscou ficou em terceiro lugar, com 66 bilionários, enquanto Hong Kong e Xangai alcançaram a quarta e a quinta posições, com 64 e 50, respectivamente.

O estudo, que é divulgado meses após relatórios sugerirem que a China havia ultrapassado os Estados Unidos na quantidade de bilionários, destaca como a elite do país asiático continua a acumular uma vasta riqueza mesmo com o mercado de ações sofrendo fortes oscilações e a economia em desaceleração.

O número de bilionários no mundo subiu de 99 para 2.188 no último ano. A China agora tem 568 bilionários, contra 535 dos Estados Unidos, de acordo com o ranking.

À Associated Press, o fundador da Hurun, Rupert Hoogewerf, atribuiu o “boom” da riqueza na China às mudanças na regulação do mercado de ações no país, o que propiciou uma inundação de IPOs, ofertas públicas de ações para entrada de novas empresas na bolsa.

O cálculo foi feito com base nos preços das ações das bolsas chinesas em 15 de janeiro, após quedas de 40% em relação ao pico, no meio do ano passado. Hoogewerf afirma que se fossem levados em conta os valores do topo do mercado, o número de bilionários poderia ser de quase 150.

Homem mais rico da China, o empresário do mercado imobiliário Wang Jianlin ficou em 21º lugar no ranking mundial. Outros bilionários chineses entre os cem mais ricos do mundo incluem o fundador do Alibaba, Jack Ma; o dono da produtora de bebidas Hangzhou Wahaha Group, Zong Qinghou; e os diretores de tecnologia da Xiaomi, fabricante de telefones, do portal de serviços de internet Tencent e do site de busca Baidu.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA