CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Amazonas / Interior / Vereador denuncia tentativa de acordo para desaprovar a conta do Prefeito eleito Saul Nunes Bemerguy

Vereador denuncia tentativa de acordo para desaprovar a conta do Prefeito eleito Saul Nunes Bemerguy

Da redação | 18/11/2016 22:26

O vereador reeleito Hilal Hayssan, denunciou em sua rede social e na rádio Nacional do Alto Solimões, articulação do Vice Prefeito de Tabatinga Carlos Donizetti para desaprovar as contas de 2009 do Prefeito eleito Saul Bemerguy.

Apesar das contas de 2009 do Prefeito eleito terem sidos Aprovados com Ressalvas, pelo TCE-AM, o atual vice prefeito Carlos Donizetti,  derrotado na última eleição, estava articulando para a Câmara desaprovar as contas, pois Donizetti, acredita que se as contas do Prefeito eleito Saul forem desaprovada pela Câmara, Saul ficará inelegível e não poderá assumir a prefeitura. Com isso, Donizetti que ficou em segundo lugar nas eleições, assumiria a prefeitura.

Vice Prefeito Donizetti

Vice Prefeito Donizetti

Hilal, afirmou que participou de diversas reuniões com o Donizetti e os vereadores de sua base aliada, nas quais ofeceram ao vereador Hilal, a presidência da Câmara caso votasse contra o parecer do TCE e desaprovasse as contas do Saul. Além disso, o vereador afirmou que o Donizetti já estaria repartindo as secretarias com os vereadores de sua base que foram derrotados.

O Promotor Eleitoral Carlos Firmino, informou que a matéria deveria ter sido votada antes do candidato que foi eleito ter registrado sua candidatura, e assim possivelmente não teria saído candidato, se suas contas tivessem sido desaprovada por 2/3 da Câmara. O promotor também foi bem claro em dizer que dia 2 de Dezembro, Saul será diplomado e dia 1 de Janeiro será empossado como Prefeito de Tabatinga, e disse que a Câmara foi omissa todo esse tempo em não ter votado a matéria.

Vereador Hilal

Vereador Hilal

O vereador, informou que para colocarem o plano de desaprovação das contas na pauta, tendo em vista que o presidente da Câmara, vereador João Carlos é da base aliada do prefeito Saul, o prefeito Calango e o seu vice Donizetti inventaram uma  viagem, com isso então o vereador João Carlos virou prefeito e o vice presidente o sr Albertino, assumiu a presidência da Câmara.

Na última quinta-feira (10/11/2016), colocaram em pauta as contas de 2009, para serem julgadas, para derrubar o parecer prévio do TCE,  2/3 dos vereadores ou seja 10 vereadores precisariam votar pela desaprovação.

A votação já havia começado, os Vereadores Mendário, Mario Cruz e Irmã Nene, votaram pela desaprovação, contrariando o parecer do TCE, o vereador Santos, acompanhou o parecer do TCE e votou pela aprovação e o vereador Hilal absteve do seu voto, alegando que aquilo era uma briga pelo poder. Sabendo que não iriam conseguir desaprovar as contas de 2009, o vereador e relator do processo Diogo, pediu a suspensão da votação e o cancelamento da sessão, que foi concedida pelo Presidente Albertino.

Prefeito Saul

Prefeito Saul

Pelo regimento da Câmara, o presidente da Câmara não poderia suspender a votação e muito menos encerrar a sessão sem o resultado final da votação, pois a mesma já estava sendo votada na ordem do dia.

Nas redes sociais, o prefeito eleito Saul, pediu para que Donizete e os seus vereadores, descessem do palanque e que respeitassem a decisão da maioria dos eleitores.

27f09d55-3006-420e-9b9f-d64c81f68ac9

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA