Técnico alemão "pedófilo" se mata, após ter sido detido por envolvimento com criança de 12 anos

O ex-técnico do Bayer Leverkusen Sascha Lewandowski, de 44 anos, foi encontrado morto em seu apartamento, informou nesta quinta-feira (09/06) a polícia da cidade de Bochum. A notícia chocou o mundo do futebol alemão.

As causas da morte ainda não foram esclarecidas. Lewandowski deixou o cargo de treinador da equipe do Union Berlim, da segunda divisão do futebol alemão, em março deste ano após ser diagnosticado com a Síndrome de Burnout, um distúrbio psíquico de caráter depressivo que resulta no esgotamento físico e mental.

De acordo com o diário WAZ, o técnico poderá ter-se suicidado. Na semana passada, foi detido em Dortmund após ter sido apanhado na companhia de uma criança de 12 anos, que terá violado.
 

Ele trabalhou no Bayern Leverkusen por 12 anos, como técnico das equipes de base. Na temporada 2012-13, dirigiu a equipe principal ao lado de Sami Hyypiä, chegando ao terceiro lugar na Bundesliga.

O diretor do clube e ex-jogador da seleção alemã Rudi Völler afirmou ser “difícil imaginar que Sascha esteja morto”. O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heiz Rummenigge, se disse “absolutamente chocado” com a morte do técnico.

Dirk Zingler, presidente do Union Berlin, afirmou em comunicado que o clube está “profundamente desolado e triste”. No Twitter, o clube berlinense afirmou “descanse em paz, Sascha Lewandowski. Nossos sentimentos para com os familiares”.

ver mais notícias