Starwood Hotels aceita nova oferta do Marriott, que supera grupo chinês

RIO – Mais uma oferta de compra pela rede Starwood Hotels and Resorts acirra ainda mais a disputada pela companhia. A empresa aceitou nesta segunda-feira uma proposta da reda Marriott International, por US$ 13,8 bilhões, rejeitando o montante oferecido pela conglomerado chinês de seguros Anbang Insurance na sexta-feira, que superava um acordo inicial com o Marriott em novembro.

A Starwood afirmou que a oferta da companhia chinesa já não constituía uma “proposta superior”, conforme dito na semana passada, e acrescentou que não tinha permitido o início de negociações com o Anbang devido ao acordo firmado com o Marriott em novembro. Esta última aumentou a porção de dinheiro vivo da oferta a US$ 21 por ação, valorizando a nova oferta em dinheiro e ações a US$ 79,53 por papel. Em novembro, a empresa havia oferecido US$ 72,08 por unidade.

“Acreditamos que esta é a melhor oferta que o Marriott está disposto a fazer”, afirmou o analista Ryan Meliker, da Canaccord Genuity, em nota.

O grupo liderado pelo Anbang, dono do hotel Waldorf Astoria de Nova York, havia desafiado o Marriott na semana passada, com uma oferta não vinculante inicial de US$ 12,8 bilhões, aumentaod depois para US$ 13,160 bilhões, ou US$ 78 por ação em cash.

As ações da Starwood chegaram a subir 4%, a US$ 83,70, no pregão desta segunda-feira, enquanto os papéis do Marriott caíram 1,2%, a US$ 72,22.

Meliker afirmou que não acredita que o Anbang eleve sua oferta e inice uma guerra de propostas, mas não descarta a possibilidade.

Uma suposta fusão do Marriott com a Starwood criaria a maior cadeira do setor hoteleiro do mundo, com marca de primeiro nível como Sheraton, Ritz e Carlton.

ver mais notícias