Infecção por zika é confirmada em 9 grávidas nos EUA

Washington – O governo dos Estados Unidos disse que infecções por zika vírus foram confirmadas em nove mulheres grávidas do país e que todas teriam sido infectadas no exterior, inclusive no Brasil.

Três bebês já nasceram e um deles apresentou defeitos cerebrais.

Os Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) disse hoje que também investiga 10 outros relatos de viajantes grávidas com o zika.

Desde agosto, os CDCs realizaram 257 testes de zika em mulheres grávidas nos EUA, constatando a infecção de oito delas. Um laboratório do governo confirmou uma nona.

Duas gestações terminaram em aborto espontâneo, mas não ficou claro se foram desencadeados pelo vírus. Duas mulheres realizaram abortos e outras duas seguem grávidas, sem complicações durante a gestação.

Não foram revelados os cidades de origem e o estado de saúde das mulheres infectadas, mas autoridades do governo disseram que duas mulheres eram de Illinois, três da Flórida e uma do Havaí, que deu à luz um bebê com microcefalia. Ela chegou a morar no Brasil no início da gravidez.

A agência disse todas as mulheres viajaram para países com surto de zika: Samoa, Brasil, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Porto Rico e Samoa Americana.

ver mais notícias