Corpo de mulher nua e decapitada é de irmã de suspeito de matar policial em invasão

Família identificou nesta terça-feira (6), por volta das 10h, no Instituto Médico Legal (IML), que a mulher encontrada ontem (5), no ramal Francisca Mendes, trata-se da doméstica Jainy Michelle Santos, 24, irmã de Isaque Santos, o “Trem Bala”, conhecido como um dos suspeitos de participar da execução do policial militar Paulo Sérgio Portilho, encontrado morto na última sexta-feira (2), na Zona Norte de Manaus.

A identificação foi feita por uma parente que preferiu não se identificar, mas que reconheceu através de uma tatuagem de estrela próxima à virilha da mulher, além de uma pulseira no braço esquerdo, de uma igreja evangélica, dada por sua mãe.

A parente contou ainda que Michele estava grávida de quatro meses e que saiu de casa após receber uma ligação do irmão foragido por suspeita de participar da morte do soldado Paulo Portilho.

“Ela soube do paradeiro do Isaque e informou à família que iria ao encontro dele. Ela tinha a intenção de fazê-lo se entregar à policia, mas infelizmente não deu tempo e fizeram essa crueldade com eles. Ela era mãe, tinha quatro filhos e havia comentado conosco que estava grávida de quatro meses, não tinha nada a ver com a situação de nosso irmão”, lamentou.

A família seguiu para Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde foi orientada a registrar o caso.

Amigos e familiares de Michelle marcaram uma manifestação para às 14h desta terça-feira, na travessa O.P, bairro Armando Mendes, Zona Leste da capital, onde a vítima morava com a família. O ato tem como objetivo pedir justiça e respostas das autoridades de segurança relacionadas ao crime brutal que vitimou a doméstica.

ver mais notícias