Bebê violentando e torturado por namorado da mãe não vai ter pênis amputado

O bebê de um ano e 4 meses não corre mais risco de vida e nem de ter o pênis amputado, de acordo com o conselheiro tutelar da Zona Leste 2, Marcos Lima, que está acompanhando o caso.

Ainda segundo o conselheiro, a família do pai da criança está se revezando no hospital para cuidar do menino. A direção do hospital informou que o quadro de saúde é estável, mas sem previsão de alta ainda.

Informações Portaldoholanda

ver mais notícias